ME, sublime ME, de todas as raas, de todos os credos;
ME pobre, ME rica, ME calma, ME nervosa;
ME que chora, ME que ri, ME que acalenta, ME que alimenta;
ME que esforos no mede, para dar ao seu filho, o que ele lhe pede.

ME, sublime ME, ME da Luz, ME de Jesus;
ME dos fortes, ME dos fracos, ME da gente, ME do indigente;
ME da vtima, ME do ru, ME da Terra, ME do Cu;
ME esquecida, ME querida, sublime instrumento da vida.

ME natureza, ME fortaleza, ME Madre Tereza;
ME de muitos, ME de poucos, ME dos sanos, ME dos loucos;
ME solteira, ME casada, filha ME, ME filha;
Do teu filho s o prumo e o rumo, sua prpria Estrela-guia.

ME presente, ME ausente, ME que passou, ME que ficou;
ME que desencarna, reencarna, que bem ou mal cumpre seu "karma";
com alegria que expresso, em forma de verso,
meu respeito e admirao por todas as MES do universo.




Autor: Wagner Tadeu Matioli




Envie essa pgina a um amigo

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do Amigo
E-mail do Amigo:
Digite uma mensagem para seu amigo




 

Celi Poesias